27 março 2006

Liberdade!

LIBERDADE Ai que prazer não cumprir um dever. Ter um livro para ler e não o fazer! Ler é maçada, estudar é nada. O sol doira sem literatura. O rio corre bem ou mal, sem edição original. E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal como tem tempo, não tem pressa... Livros são papéis pintados com tinta. Estudar é uma coisa em que está indistinta A distinção entre nada e coisa nenhuma. Quanto melhor é quando há bruma. Esperar por D. Sebastião, Quer venha ou não! Grande é a poesia, a bondade e as danças... Mas o melhor do mundo são as crianças, Flores, música, o luar, e o sol que peca Só quando, em vez de criar, seca. E mais do que isto É Jesus Cristo, Que não sabia nada de finanças, Nem consta que tivesse biblioteca... Fernando Pessoa Parto deste poema de Fernando Pessoa para vincar a importância da LIBERDADE . Vivemos numa Democracia onde os conceitos associados estão, em muitos casos, longe de serem usados e aplicados. Inicio-me neste mundo da 'blogosfera' porque este pode ser um espaço de liberdade de expressão sem os constrangimentos que a vida pública nos impõe. Este é o meu pequeno Ponto( s) de Vista de hoje!

2 Comments:

Anonymous Marta said...

e viva o teu blog. que tenha um bom lançamento e seja .. humm.. suficientemente interessante para me fazer cá vir todos os dias :))

segunda-feira, março 27, 2006  
Anonymous Anónimo said...

ora bem
Da Madeira, .... com muita força e sem censura.

De certeza que este blog será mais um destino virtual que vou ter presente.

terça-feira, março 28, 2006  

Enviar um comentário

<< Home